Febre da desova

Com um pouco de espanto contido ele deparou-se com a febre da desova. A febre da desova pode ser percebida quando o fígado diz com veemência, depois de uma bela noitada: “aprume-se e ponha-se a caminho de casa”! Claro, isso depois de muita insistência e choradeira. Nesse momento a febre da desova já apresenta seus primeiros efeitos colaterais: boca seca e perda do intelecto. O indivíduo acredita ser possuidor de teorias mirabolantes que podem mudar completamente o sentido de toda a realidade. Algumas pessoas acreditam que a febre desperta certas capacidades adormecidas no cérebro humano, como a telepatia e o tele transporte. Mas a maioria dos afetados pela febre acaba confundindo delay com tele transporte. Junto com a febre da desova vem o consumo indiscriminado de álcool e alimentos com alto teor de gordura. Até hoje não se sabe se isso é resultado de efeitos colaterais psicológicos ou químicos. O fígado clama por paz e sossego afinal. Com poucas chances de viver bombardeado por todos os lados ele promete arrumar as malas e partir caso o doente não tome vergonha na cara.