A nova Ciberarte

A sexta edição da Ciberarte, publicada no final de 2008, ganhou um projeto gráfico completamente novo, mais limpo, organizado e dinâmico. O novo design aposta em um tipo de navegação simples, objetiva e acessível, com uma interface preemptiva, que diminui a quantidade de clicks para chegar ao conteúdo desejado.

Na sexta edição da Ciberarte você poderá acompanhar o som dos fluidos, a música para poucos, os espaços coletivos e esquecidos, o lesbianismo nos quadrinhos, o admirável mundo novo, a recusa da guerra, o capitalismo infernal de Wall Street e o entulho planetário habitado pelas baratas…

capa da ciberarte nº06

Oficina: A internet como suporte e divulgação do trabalho artístico

imagem-animadaAs universidades brasileiras estão ligadas através da rede mundial de computadores desde 1989. A partir de abril de 1995, o Ministério das Comunicações e o Ministério da Ciência e Tecnologia decidiram liderar um esforço comum na implantação de uma rede integrada entre instituições acadêmicas e comerciais. Em 1999 poucas pessoas utilizavam a internet no Brasil. O novo canal de comunicação ainda era considerado por muitos um passatempo para os nerds ou apenas um canal de comunicação para troca de e-mails. As empresas faziam seus sites simplesmente para não ficar de fora e utilizavam a rede como se fosse um análogo aos panfletos impressos.

Em 1999, poucos artistas antenados publicavam seus portfolios na web e alguns já utilizavam a grande rede mundial dos computadores como suporte em potencial para a sua arte. A net art, webart ou cyberart, o tipo de arte que utiliza como suporte a internet, começou a se popularizar no fim da década de 90, com projetos que se tornaram referências no meio, como as web-instalações Superbad, Jodi e Entropy8. A arte que utiliza a internet tem influências diversas, que vão do dadaísmo a arte conceitual, Fluxus, pop art e arte cinética.

Mas, muito mais que um suporte, a Internet é uma poderosa ferramenta de divulgação com suas mídias sociais como o Flickr, um portal mundial de fotografia; o Vimeo, um refinado canal para publicações de vídeos artísticos; o Tumblr e o Twitter, duas ferramentas em rápida expansão para a publicação de microblogs.

Vinte anos se passaram desde que a internet chegou ao Brasil e hoje cabe ao artista conhecer e explorar todos esses canais e ferramentas tecnológicas para divulgar seu trabalho a um público cada vez mais especializado e interativo, que não encontra na TV e nos impressos, mídias estáticas, o tipo de trabalho refinado que ele procura.

E como descobrir e explorar todos esses canais de comunicação e interatividade?

4 encontros : SEXTAS das 15h ás 17h

1º Encontro – 21/08/09 Contexto histórico: porque a internet foi criada e como ela funciona. Comparação com outras mídias e popularização do seu uso no Brasil. Como explorar as possibilidades oferecidas pela grande rede global de computadores e o que reserva o futuro?

2º Encontro – 28/08/09 Explorando as mídias Sociais: blogs, microblogs (Twitter), wikis, bookmarks sociais (Delicious), compartilhamento de fotos (Flickr) e vídeos (Vimeo).

3º Encontro – 04/09/2009 Web art: origens (mail art, fax, telefone, scanner, TV, etc.) e precursores (Superbad, Jodi, Entropy8); a produção brasileira e eventos no Brasil (FILE, Prêmio Sergio Motta, Itaú Cultural, 24ª Bienal de São Paulo).

4º Encontro – 11/09/2009 Estudos de caso:
k10k.net e cpluv.com: arte e design, portais de webdesign;
modernista.com: a exploração das mídias sociais em um não-site;
pdf-mags.com: uma central de revistas de arte e design em PDF;
bornmagazine.org: um site experimental unindo literatura e arte interativa.

Aleph Ozuas é Bacharel em Letras Inglês e mestre em Teoria Literária pela UFSC. Trabalha com desenvolvimento para web desde 1998 e em 2000 criou o site Ciberarte, com exposições virtuais e ensaios sobre literatura e artes visuais.
Valor da Oficina: R$ 150,00

centro cultural arquipélago
de terça a sábado, das 16h às 20h
rua idalina pereira dos santos, 81 . agronômica
88025-500 . florianópolis . sc . [48] 3024 5066
arquipelago.art@gmail.com