Rosalie e os Spammers

Introdução

O conto a seguir nasceu através da técnica cut-up do Burroughs, depois com a ajuda do tradutor on-line do Google e finalmente da necessidade de uma continuação para o texto Primeiro Relatório, descaradamente inspirado no Naked Lunch. Rosalie… foi originalmente escrito em inglês, há dois anos atrás e publicado no Satunsat. Usei várias mensagens que habitavam minha caixa de spam para construí-lo. Cortadas e coladas a esmo em meu editor de texto, e depois minimamente organizadas e conectadas para tentar criar algo compreensível. No entanto persistiu uma ilegibilidade extrema, que parecia não levar a lugar algum. Mesmo assim resolvi publicá-lo no Tza, pois a idéia lá era experimentar. Quando voltei ao texto hoje, percebi que havia sim algumas boas construções aproveitáveis, nascidas de uma composição quase ao acaso. Então resolvi adicionar à equação as construções automatizadas de um tradutor eletrônico e depois retrabalhei o texto completamente, adicionando novas frases, corrigindo traduções truncadas, deslocando, apagando, concatenando, agregando, pontuando. O texto final tem pouco em comum com o original em inglês. Não chega a ser uma narrativa linear e convencional, mas tenta seguir certa linha de raciocínio, que não é completamente alcançada devido a condição na qual o narrador se encontra, portanto é proposital. Mas Rosalie e os Spammer não deve agradar todo mundo. Na verdade não deve agradar ninguém, já que pouquíssimas pessoas lêem esse blog (duas ou três, contando comigo e com os Spyders do Google e do Yahoo, que nunca deixam comentários). Bem, mas chega de balela, vamos ao conto:

Rosalie e os Spammers

Com o peito aberto na mesa de cirurgia, você tenta conectar os fatos. Pagando sua dívida, as botas vistas de trás, andando naquela noite chuvosa. Ela não pode esconder a admiração por você e observa metade do volume como ele seria pela dor na execução do procedimento pago a dois dólares por dia. Você conhece um homem que pretende utilizar este fundo para colocar em prática suas férias. Os outros querem oferecer-se para caçar o órgão solicitado ao Sr. Finny Monstros em Profundidade, que entrou em sintonia com os melhores poetas das casas ilegais. Sua esposa, uma mulher bonita, mas ainda desbotada, acolheu-nos com pouco entusiasmo, com a ajuda de vários frascos de tinta que havíamos trazido. Noel, Bong, Mailer, e mais uma aventureira chamada Dreary que tivemos de trazer conosco. Para nós Noel havia aprendido a sua hierarquia militar com seu servo, que se opôs a ele com uma vela, no primeiro lançamento de mísseis com a presença não solicitada dos deputados, a fim de descobrir o efeito da explosão nos municípios, como foi divulgado nas agências de correio de todo o país. Seu carro parou antes da porta e lá estava Rosalie derretida em lágrimas. “Escreva-me” disse ela. A casa havia sido ocupada por dezoito homens, como em um investimento arriscado de longo prazo. A lama foi se espalhando como crianças no jardim de infância até que surgiu sob seus pés e tomou a forma humana para se apossar do seu dinheiro, mas muitas outras vezes após a perfuração da parede pelas vacas no transcorrer da noite, foi condenado a uma pena não merecida. A anestesia fazendo efeito.

Ela fazia tanta questão de frisar todos os “erres” que precisei pular da cadeira com o instrumento na mão. Quem iria adivinhar que você seria aluno de uma trompetista da saúde em uma viagem de dois meses, com o seu coração pulsando, pressionado a cada momento pelos grandes lábios de Sophie, que sempre tinha mais uma pergunta sobre seu irmão britânico. Para que o tempo nunca tivesse adquirido qualquer vantagem importante entregou uma centena de milhar de noventa centavos ou privadas açucaradas, trinta ou quarenta coronéis, perto de todos os funcionários usando chapéus com o cordeiro assado, e renovando seu vestido vermelho que foi escondido na vala à procura de sua biografia, que ficará para a história como um exterminador de cupins. Ele irá produzir em menos tempo e com melhor qualidade, explodindo os cinco municípios que devem proceder com a evacuação antes do pôr-do-sol. Eu preferiria que ele tivesse me consultado antes de aceitar a não-filiação a um partido qualquer, mas era evidente que ele tentou evitar, no entanto parecia sucumbir à necessidade do seu ferrão teleguiado. O Senhor Y foi de fato, tal como os outros, portador de semelhantes tentativas e passou ao largo da sociedade para ridicularizar a maior parte dos seus investidores sem moral. Na manhã seguinte ela veio para corromper a sua mãe com uma proposta que a levou ao desespero. Seu comerciante tinha visto ela, e quis comprar a bela flor. A pornografia está lá fora e captura para nós a felicidade do glorioso pássaro de ouro, não deixando escapar nenhuma gota que anteriormente era utilizada para a polis, um lugar de arruaceiros que haviam realizado o trabalho por vinte anos. O estado se agarrou aos pés do prefeito Gang Plank, ele fatiando e devorando um editor com tetas e cantando a portinhola sobre a mesa de brilhar no momento em que nós andávamos para o banco dos réus. Estou muito impressionado com o comportamento de Cork, nos obrigando a jogar aquela partida contra a marinha e precisando agir como nosso inimigo, uma vez que o exército pode e deve ser a pedra na parede por onde as vacas caminharam. Irk Oracle Junket olhou para seus companheiros de equipe através dos óculos e das máscaras brancas. Retiram-se, não havia o que fazer, as máquinas foram desativadas.

Arte aos pedaços

Cut-up executado por William BurroughsTodos os trabalhos intelectuais e artísticos são feitos de pedaços da realidade do autor, da sua interpretação e observação do mundo, partes dos seus medos, traumas e certezas. Atualmente temos à nossa disposição as idéias de um crescente número de pensadores, porque há mais pessoas produzindo e a produção intelectual não está mais apenas nas mãos de um grupo privilegiado de indivíduos como era no passado. No entanto nós nos tornamos escravos da mass media, do marketing e da propaganda. O que nós vemos também é determinado pelo que nós ouvimos. Não somos completamente livres para ler ou escrever o que quisermos, como podemos ingenuamente pensar. Como um vírus, a linguagem nos obriga a construir a realidade de uma forma específica. Temos que dançar a música, seguir e obedecer as regras, não podemos transgredir o sistema. Por outro lado, podemos utilizar a voz de múltiplos indivíduos, desconstruir os seus discursos e recombinar as peças, quebrando as regras gramaticais e produzindo resultados diferentes. Escritores como William Burroughs levaram ao extremo a idéia de utilizar textos de outras fontes e autores para compor sua própria obra. Ele utilizou com sucesso a técnica conhecida como cut-up para compor narrativas esquizofrênicas em sua trilogia cut-up, composta dos livros Soft Machine (1961), The Ticket that Exploded (1962) e Nova Express (1964). Burroughs utilizava textos de várias fontes, encontrados a esmo ou cuidadosamente selecionados, e combinava com seus próprios textos para compor intrincadas narrativas, onde as ações ocorriam em lugares e tempos simultâneos, com novas vozes sussurrando e gritando a cada nova página.

Vários artistas e escritores, cada um em sua época, local e cultura, escaparam da idéia de autor como criador de cada mínima combinação de seus trabalhos. Como Marcel Duchamp uma vez falou, “todo mundo é artista”, porque o simples ato de observar e mentalmente colecionar partes da realidade, é um ato artístico. Como Duchamp gostava de afirmar, o que ele mais gostava era respirar e a sua respiração, superestimada, tornou-se objeto de arte. Fazer arte é representar e descrever o mundo a nossa volta com as peças que temos disponíveis a mão. Neste momento podemos ser Transformadores ou Repetidores, o Transformador será afetado pela combinação de elementos que está produzindo e em resposta irá afetar a combinação de uma forma proporcionalmente igual, enquanto o Repetidor irá se comportar como um espelho frio, que irá refletir e repetir a mesma coisa sem mudanças, ad infinitum.

* A imagem que ilustra este post mostra o escritor William Burroughs executando um cut-up com seu texto datilografado. Sequência de imagens do vídeo “Documentary on the life of William Burroughs”, dirigido por Howard Brookner.

O que é Bruxismo?

Danos do BruxismoO Bruxismo é considerado um distúrbio do sono e é caracterizado pelo ranger e apertar dos dentes, onde as forças sobre os músculos responsáveis pela mastigação são excessivas, produzindo dor de cabeça, danos gengivais, desgaste do esmalte dental, dor disfuncional muscular da articulação temporomandibular e em certos casos, até mesmo dores nas costas. Geralmente o dentista é o primeiro a detectar o bruxismo que pode ser causado por vários fatores, sendo que o nervosismo e stress são os principais causadores. Quando o paciente tem o problema conhecido como “mordida aberta”, onde as arcadas dentárias não se encaixam corretamente, também pode sofrer de bruxismo, tanto noturno quanto diurno. O bruxismo pode chegar a um grau tão severo, que as articulações temporomandibulares chegam a gastar, podendo inclusive deslocar com facilidade a mandíbula do paciente.

Como tratar o bruxismo?

Se os danos não forem avançados, seu dentista pode preparar um tipo de protetor, rígido ou maleável, que se adapta à arcada dentária inferior e evita que as duas arcadas (superior e inferior) batam uma contra a outra. Além disso, o tratamento do stress também ajuda a controlar o bruxismo.

Este post é um cut-up de textos dos links abaixo, somado à minha experiência pessoal com o problema. Para maiores informações, sugiro uma visita:

Casa do Bruxo
Bruxismo na Wikipedia
Sleep bruxism (tooth-grinding or teeth-clenching) Information
Colgate – Informações de Saúde Bucal