Modernista! is not for everyone

logo modernistaQuando você clicar no link da Modernista! vai achar que ocorreu algum bug no carregamento da página, mas então surge uma mensagem bem ao lado do pequeno menu vermelho, na parte superior esquerda do monitor: “Don’t be alarmed. You are on the new Modernista! site. Feel free to browse using the menu to the left. Have fun!” Passando o mouse por “wrk” você tem acesso ao portfolio da agência separado em 3 categorias: print, TV e web que utilizam respectivamente o Flickr, o YouTube e o del.icio.us para apresentar os trabalhos da agência. Quando você visita o site digitando o endereço diretamente no navegador a Wikipedia também é utilizada, mostrando o artigo que fala sobre a Modernista!

Sim, é um conceito pioneiro de navegação e utilização de recursos. Afinal, para que pagar por um servidor potente para hospedar suas imagens e principalmente seus vídeos, se estes serviços já existem gratuitamente na rede? E o melhor, cada um deles é visitado e utilizado por uma comunidade especializada e ávida por novidades, que utilizam suas respectivas ferramentas de busca quando querem encontrar algo. Assim, a agência multiplica as possibilidades de ser encontrada e de divulgar o seu trabalho através destas ferramentas, que já são marcas conhecidas e consagradas. Mas também é uma abordagem ousada e pode até espantar clientes menos descolados, mas como a própria agência deixa claro no ab.ou.t: Modernista! não é para todos!

5 comentários sobre “Modernista! is not for everyone

  1. Fala quiridão!
    Essa postura de usar radicalmente todos os recursos da web 2.0 já vinha sendo utilizado pela ID/TBWA (http://www.semsite.net/). Postei isso no meu blog ontem, sem ter lido o seu, por uma sincronicidade do destino.
    A idéia é excelente, e a gente está inclusive também indo por esse caminho.

    Braço!
    Guedo

  2. Guedes, na verdade acho a proposta da Modernista um pouco diferente. Eles utilizam as ferramentas ditas Web2.0 de forma transparente e mantêm o link/menu deles na tela para navegação, como expliquei no post. Para mim essa que é a inovação maior, quando a tecnologia se torna transparente e o que importa é o conteúdo. A opção da ID/TBWA foi bem diferente, já que eles estão alardeando logo na capa que utilizam estas ferramentas e até fazem a propaganda delas através de suas respectivas logomarcas. Além disso os recursos técnicos da solução deles também é menos apurado, já que você precisa desativar o seu bloquador de pop-up para poder navegar no site, que abre seu conteúdo em outras janelas, tirando a atenção do visitante, não mantendo tudo em um “único pacote”, como faz a Modernista! Na verdade, o que a ID/TBWA faz é linkar os seus conteúdos em canais diversos e isso já foi feito há muito tempo por outras pessoas. Portanto, continuo afirmando que a solução da Modernista! é pioneira.

  3. Cara, entendi e concordo totalmente quando vc fala que “a inovação maior, quando a tecnologia se torna transparente e o que importa é o conteúdo.”

    Não tinha analisado com frieza, mas a verdade é que, depois de olhar com calma, realmente a proposta do Modernista, por deixar tudo mais funcional sintetizando os recursos em um único pacote. Aliás, nossa proposta no novo site da Trafor é justamente ir por aí, como faz a Modernista (assim que estiver no ar te mando o link).

    Vou até escrever um post sobre esse nosso papo.

    Abração!
    Guedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *